25 de julho de 2003


1937-2003
Maluf foi detido.

Só podia ser na França, lógico…

24 de julho de 2003

Meu medo é que, dado os notórios problemas da fragilidade de nossas polícias e de nossos aparatos penais/judiciários, uma eventual proibição do comércio de armas de fogo só venha a tornar mais caro, e portanto mais lucrativo para quem faz o tráfico, o comércio de armas ilegais que já acontece aos montes hoje em dia.
Pedro Doria manda avisar:

Sem pet no mês que vem

22.Jul.2003 |  Bob Guccione está deprimido, com câncer na garganta, quebrado. Sua revista, a Penthouse, segue uma linha parecida. Na última sexta-feira, os empregados receberam apenas 25% do salário, entre abril e julho a revista não saiu e a edição que chegou fresca às bancas, parece, será a última.

A Penthouse nasceu em 1969, chegou em finais dos anos 70 a uma circulação mensal de 5 milhões de exemplares, e foi, nos bons tempos, a maior concorrente da Playboy. Ao contrário da norma na cinqüentenária revista de Hugh Hefner, Guccione mostrava lances mais ginecológicos das suas pets mensais — embora nada chegasse ao sexo explícito. Ele inventou também o hábito, copiado por revistas adultas mundo afora, de publicar cartas com histórias eróticas de seus leitores — em geral pesadamente editadas, quando não descaradamente inventadas.

É da lavra de Guccione, também, Calígula o filme que inventou o sexo explícito em cinema com grandes atores, entre eles os nobilíssimos sir John Gielgud e Peter O’Toole.

A portentosa mansão centenária de Guccione em Manhattan deve ir a leilão. Os empregados da revista estão trabalhando de casa. O fim é, provavelmente, culpa de dois fenômenos: pornografia na Internet e na tevê a cabo, que substituíram as revistas mais explícitas.

> The End of the Line for Penthouse?
http://www.msnbc.com/news/940928.asp?cp1=1
> via DazeReader
http://www.dazereader.com/001682.htm


Sacanagem. A Penthouse foi na adolescência minha porta de entrada para o mundo do hardcore, quando descobri a revista nas prateleiras da Livraria Siciliano…:-)
Neste exato momento estou usando um mouse Apple quadradinho padrão ADB. Ele deve ter uns 10 anos de idade, e está funcionando perfeitamente.
Shows dos quais me arrependo muito de não ter visto:

• Madonna;

• Kraftwerk;

• David Bowie;

• R.E.M.;

• Oasis;

• Ramones (na verdade eu não fui ao último show que eles fizeram no Brasil em 1996 por causa da notória violência do público que costuma estar na pista, mas bem que eu poderia ter comprado um ingresso para as cadeiras superiores…).

22 de julho de 2003


Neste domingo de manhã logo depois de acordar, ainda na cama, liguei o rádio do criado-mudo na CBN, e de repente peguei um locutor empolgado anunciando a vitória do Rubinho Barrichello no GP de Silverstone, na Inglaterra. Por um momento pensei: “não, eu acho que acordei direito ainda, é isso”…:-)

19 de julho de 2003


Nesta sexta eu fui com meus amigos Bruno, Natasha e Ana até o Salamandra, onde rolou mais uma edição do projeto Autobahn. Fomos conferir a performance de nosso velho conhecido de Trash 80’s DJ Tonyy, que em seu set mandou ver basicamente músicas de vertente eletrônica, umas dos anos 80 (Afrika Bambataa), e outras que foram influenciadas ou tiveram os anos 80 como referência ou tema, como Miss Kittin. Foi bem bacana…:-)

18 de julho de 2003

França proíbe uso do termo e-mail

Paris
- O governo francês proibiu o uso da palavra e-mail, a abreviatura de electronic mail em inglês. A partir de agora, as referências oficiais a endereços de correio eletrônico passam a ser identificadas como courriel, a fusão das duas palavras francesas para identificar o correio eletrônico.

O Ministério da Cultura da França anunciou a banição do e-mail em todos os documentos, repartições, publicações e páginas do governo na internet.

A Comissão Geral de Terminologias e Neologismos do Ministério da Cultura da França garante que os internautas do país estão usando amplamente o termo courrier electronique ao invés de e-mail. Alguns especialistas da indústria contestam a alegação.


Mais um mau exemplo de como o governo, cheio de “boas intenções”, que forçar a barra e engessar uma língua.

Sei não, mas por um outro lado algo me diz que ainda há nestas medidas muito de um anti-anglicismo histórico que sempre houve na terra dos francos…
Love.
Eu não sei se vocês viram o último programa da série “Mochilão na Inglaterra” na MTV. Mas em todo caso, este programa teve como foco as cidades de Manchester (terra natal de grandes bandas como New Order e Smiths) e Oxford (onde o escritor da série “O Senhor dos Anéis”, J.R.R. Tolkien, viveu e trabalhou como professor na universidade de lá).

Foi algo bacana de se ver e principalmente de se ouvir, pois a trilha sonora foi feita com os biscoitos finos da música pop/rock britânica… cheguei a me lembrar dos tempos que eu costumava ouvir essas músicas em 2001 lá no DJ Club, até…
Veja essa:

Cientistas anunciam projeto para clonar mamutes

Cientistas russos e japoneses anunciaram que vão tentar clonar mamutes a partir dos restos do que se acredita ser uma perna do animal extinto, encontrada na região de Yakutsk, na Rússia.


Aos poucos, a realidade vai se aproximando da ficção.
Tenho percebido que o “New Blogger” tem dado mais paus na hora da publicação do que antes. Não sei se é porque estou postando pelo IE5, que usa a versão “Lo-Fi” de interface, mas anyway…

17 de julho de 2003

My preciouuuuuussssss…

Update (18/07/2003): ah, falando nisso fiquei sabendo que o lançamento mundial em DVD de “O Senhor dos Anéis - As Duas Torres” vai ser no dia 26 de agosto.
Certos homens passaram por momentos sublimes na vida.
Pode tocar que faz bem!…:-)
Netscape, R.I.P.
Tá bom, tá bom, eu sei que há um monte de gente que odeia a fonte Arial, mas eu confesso que acho ela bonitinha no formato “pixelado” (sem efeito anti-alias) de 11 pontos. Exemplo? Os textos do site da Iconfactory.
No meio da tarde cinzenta e vazia, uma voz brota das profundezas da minha mente e diz: “Atualiza esse blog aí!”

15 de julho de 2003

Nãããão!!!!

Maluf quer a Prefeitura de São Paulo

Entusiasmado com as pesquisas eleitorais, Paulo Maluf (PP) tem confidenciado a amigos estar disposto a concorrer à Prefeitura de São Paulo, apostando no desgaste da prefeita Marta Suplicy (PT) e na falta, até agora, de um nome para derrotá-la.

14 de julho de 2003

Li no Folhateen:

Brasileiro é o mais ciumento do mundo, diz estudo

O monstro de olhos verdes do ciúme está vivo, passa bem e vive no Brasil, de acordo com um estudo internacional. Sabe-se que os homens são mais ciumentos em relação a sexo e que as mulheres se preocupam mais com as ligações emocionais. Os dados revelam que os homens brasileiros são os mais ciumentos do mundo, que os homens e mulheres suecos são os que mais se preocupam com sexo e que os japoneses são os menos ciumentos.


Eu acho que isto nem é tão apenas relacionado a uma “cultura” do ciúme e sim ao machismo, que apesar dos progressos é algo que ainda pega muito forte neste país.

11 de julho de 2003

Ricardo Feltrin mandou muito bem na seção “Quem é legal, quem irrita” da sua coluna de ontem no Folha Online:

Quem irrita

José Luiz Datena, Milton Neves, Marcelo Rezende


O primeiro ridiculariza qualquer citação a direitos humanos de presos. O segundo faz escárnio quando um acusado de estupro vai para a cadeia porque “Agora ele vai virar menina”. O terceiro virou um “forçador de barra” de primeira; ou melhor, de
segunda. E ainda se estranham fora das telas, em público. Pior é que depois ainda têm coragem de ir à TV fazer discursinho contra violência. Como se a gente acreditasse em gente tão violenta…

P.S.: Falando nisso… que grande patacoada esse caso do Silvio, hein?
Welcome to NaDa!
(via Telescópica)

9 de julho de 2003

Tudo bem, eu sei que essa já está um tanto “outdated”, mas em todo caso aí vai: Cannot find Weapons of Mass Destruction.
Falando em ditadores, fico sabendo hoje que Ricardo Teixeira mais uma vez foi reconduzido a mais um mandato como presidente da CBF. Muito bom, muito bacana…:-/

8 de julho de 2003

Neste fim-de-semana me deparei com um site chamado German Propaganda Archive, cujo tema são as peças de comunicação (folhetos, declarações, pôsteres, ensaios, etc.) das duas grandes ditaduras que assolaram a Alemanha no século pasado: a de Adolf Hitler na primeira metade e a dos comunistas pupilos de Moscou na segunda, na parte oriental do país.

É engraçado ver coisas como um artigo de um jornal da SS criticando o Super-Homem ou um texto dos anos 60 defendendo a construção do Muro de Berlim como “uma defesa contra o oeste e pela paz”, mas o que mais me impressionou foi ver este poster de Stalin que foi divulgado na nascente Alemanha Oriental lem 1949.

Perceba que nos dizeres dele há as palavras “Füher” e “Kampf”, que eram diretamente relacionadas ao então recentemente derrotado Hitler, além da própria imagem do ditador soviético, que em termos de composição gráfica (busto com uma bandeira vermelha tremulando atrás) faz lembrar a do ditador alemão também.

Parece ter havido uma intenção de promover um não-declarado “transplante de carisma” de um líder para outro.

Update (11/07/2003): Para quem não entendeu, Füher em alemão significa “líder”, e esse era oficialmente o nome do cargo que Hitler ocupava e que acumulava as funções de presidente e de primeiro-ministro. Hoje em dia, essa palavra em geral é muito pouco usada na Alemanha justamente por causa disso.

E Kampf, que em alemão significa “luta”, é a palavra que figura no título que Hitler escreveu e que contém todas as bases das teorias racistas e nacionalistas do nazismo, o Mein Kampf (Minha Luta).
Morrem irmãs siamesas iranianas operadas em Cingapura.

Triste isso. Estava torcendo por elas…:-(
Museu de NY expõe imagem ruim dos EUA

Artistas de todo o mundo dão suas opiniões sobre os EUA. O resultado é muita polêmica porque a maioria dos trabalhos é muito negativa em relação à América.

7 de julho de 2003

Rafael Lima fala sobre o Hulk. Não o do filme ou da TV, mas o das HQs.
O Rio de Janeiro mais uma vez foi escolhido pelo COB (que já foi denunciado por privilegiar a cidade a ponto de ser apelidado de “comitê olímpico carioca”) para candidato a cidade-sede das Olimpíadas de 2012.

Eu nada tenho contra o Rio, mas está provado desde quando houve aquela malfadada campanha para que a cidade hospedasse as olimpíadas de 2004 (com direito àquela versão de “Aquele Abraço” do Gliberto Gil como musiquinha de campanha) que ela não tem condições de ser sede olímpica.

Seria necessário um trabalho de longo (e bem longo) prazo para resolver problemas cabais como a falta de metrô e a dominância das gangues de bandidos sobre a cidade, só para citar dois aspectos. E até que ponto há uma disposição real dos governantes em fazer isso?

Parafraseando César Maia que parafraseou Vinícius hoje, as bonitas que me perdoem, mas estrutura e ordem é algo fundamental. E escreva o que eu digo: o Rio vai perder de novo essa parada.
Pela Web está havendo uma imensa onda de anúncios do tipo “viva e trabalhe nos EUA”. Lei da oferta e da procura, provavelmente.
E Barry White não está mais entre nós.
Após um tempinho razoável de ausência dei as caras na Trash 80’s este sábado.

O DJ convidado foi o velho companheiro habitué Silvio Nico Almeixas, que mandou ver um set sensacional de flash-house e technopop que me fez dançar feliz, lembrando dos meus tempos de adolescência ouvindo o Adrenalina da Transamérica FM como trilha sonora…

P.S.: E finalmente depois de mais de um ano apenas de contatos on-line acabei conhecendo ao vivo a Cristi…:-)

4 de julho de 2003

Pescado do Cris Dias:

Essa é do meu tempo

O Rafa manda pelo ICQ:
Dezesseis anos depois de ter posado nua para a Playboy, Luciana Vendramini vai voltar às páginas da revista.

No grande salão da fama existem alguns mecanismos de emergência. Pequenas caixas onde há escrito “em caso de decadência quebre o vidro”.

Se você é modelo-e-atriz atrás do vidro se encontra J.R.Duran pronto para um ensaio fotográfico na Playboy. Antigamente este recurso só era usado para catapultar jovens moças, mas agora elas voltam e tentam o truque mais uma vez. Em alguns casos 16 anos depois.

Se você é um cantor ou uma banda de rock atrás do vidro encontra-se um CD Acústico MTV.

Ultimamente não tem falhado.
My body’s a temple
But nothing is simple

(Garbage)

Que saudade que eu tenho desse lugar.

2 de julho de 2003

Para quem ainda está enrolado com as mudanças no Blogger: Dano FAQ.
No Folha Online:

Desemprego e violência levam 100 mil brasileiros a deixar o país todo ano

Mais de 100 mil brasileiros deixam o país por ano, um número que lota um Maracanã. A tendência é de aumento desse êxodo. Nos últimos cinco anos, a população emigrante cresceu 33%. Hoje mais de 2 milhões moram no exterior, aponta pesquisa do Itamaraty, ainda inédita.

Segundo empresas e entidades que auxiliam a migração, os principais motivos dessa fuga são a persistente crise do mercado de trabalho e a piora contínua das condições de vida nas grandes cidades, como a violência e o caos urbano. Mês a mês, as estatísticas oficiais só atualizam recordes de desemprego, de queda da produção e dos salários.


Leia o texto completo aqui.
A nova aventura de Jean Boechat, junto com mais outros dois caras: Blog’n’Roll.
Adobe Photoshop 4.0 for Macintosh - System Requirements:

• Macintosh computer with a 68030 or greater processor (Power Macintosh recommended).

• Apple System Software version 7.1 or later (7.1.2 or later for Power Macintosh).

• 16MB of RAM (32 MB recommended).

• 25MB available hard-disk space.

• 20MB hard-hard disk space for operation.

• 8-bit (256-color) or greater display adapter.

Adobe Photoshop 7.0 for Macintosh - System Requirements:

• PowerPC® processor (G3, G4, or G4 dual).

• Mac OS software version 9.1, 9.2, or Mac OS X version 10.1.3.

• 128 MB of RAM (192 MB recommended).

• 320 MB of available hard-disk space.

• 800x600 color monitor with 16-bit color or greater video card.
Acabei de ler um artigo do Lucas Mendes no site da BBC que diz que segundo um professor escocês de uma universidade norte-americana os Estados Unidos terão mais chances de se dar ainda melhor economicamente no futuro… por acreditarem mais em Deus! Isso me faz lembrar aquela piada do português que, em nome do raciocínio lógico, supõe que um sujeito é gay por não ter aquário em casa.

Bom, o sociólogo Max Weber, do qual o professor se diz discípulo, formulou uma teoria econômica na virada dos séculos XIX/XX dizendo que uma “ética protestante” presente em países como Alemanha, Inglaterra e EUA seria a responsável pelo seu sucesso econômico dentro do sistema mundial capitalista.

Esta teoria foi escrita numa época na História em que países católicos como Irlanda, Itália, Espanha e o então Império Austro-Húngaro estavam sofrendo sérios problemas internos, com crises que impulsionavam milhares de seus habitantes para países distantes da Europa (como o Brasil) em busca de alguma oportunidade ou às vezes simplesmente para fugir da fome.

Em termos atuais, acho a teoria de Weber furadíssima. O tempo mostrou que desenvolvimento econômico e religião (e principalmente o protestantismo) não andam lado a lado. Hoje em dia tanto a Irlanda quanto a Itália, a Espanha e a Áustria são países com excelentes níveis de desenvolvimento econômico. E no outro extremo poderíamos citar a Jamaica, país que apesar de predominantemente protestante (os rastafaris são minoria) e anglófono até, é um país extremamente subdesenvolvido enfrentando problemas típicos como miséria e altos índices de criminalidade.
Nesta segunda-feira uma amiga minha me ligou chorando. Ela me contou que uma de suas 4 gatas, com a qual ela convivia há mais de 11 anos, morreu naquele dia devido a um tumor canceroso que foi descoberto tarde demais.

Conforme ela me falava o que aconteceu começou a me vir à cabeça a lembrança dos três gatos que perdi tragicamente durante esses anos todos (um que foi atacado por um cão em 1983, outro que foi atropelado em 1985 e outro que foi envenenado em 1995), desde a minha infância.

Nessas eu quase chorei também, mas acabei segurando as pontas e enquanto conversávamos fiz o possível para confortá-la na medida do que eu podia…

Eu sei como é duro ter que passar por uma situação dessas.
:-(

1 de julho de 2003


Este aí é o recadinho que a Hostcast me deu ao tentar acessar o site da empresa para ver link para um convite on-line que me foi enviado por e-mail.
Viagem ao interior no fim-de-semana:

• No caminho entre Cerqueira César e Piraju, para onde eu e uns primos meus fomos em caravana de carros no sábado à noite, era possível ver claramente no céu as estrelas e a Via Láctea de uma forma impossível de se observar aqui em São Paulo. Muito bonito.

• Eu tenho mais parentes do que imaginava…:-)

• Conheci a escola onde meu pai e alguns dos meus tios estudaram. Ao lado dela, a pracinha central da cidade, onde haviam bancos com o nome dos meus tios-avós inscritos neles.

• Voltei para casa na noite de domingo, ouvindo no carro o disco 2 da trilha sonora de Matrix Reloaded.

• E a rodovia Castello Branco está apinhada de pedágios.
Caramba, comentários fora do ar de novo…